Arquivo do mês: maio 2012

da distância

neste mar de cabeças ofegantes que paira sobre a gris esfuziante sobra-me o suspiro gelado da noite e o desejo de olhar afasto as lentes para melhor distorcer e, assim, aproximar, contorcer dizer-me das pupilas distantes o querer poder. estender … Continuar lendo

Publicado em misturas | 1 Comentário