Arquivo do dia: dezembro 5, 2012

nuvem

efeméride na ditadura azul excessiva, à beira da chuva escassa aos olhos da terra rachada flanante, sem pátria ou mãe faz piadas, assume formas desdenha da (nossa) abstração encarna, solidifica no vazio cortina de cegueira branca cortada feito lâmina por … Continuar lendo

Publicado em poesia | Deixe um comentário