Arquivo do dia: fevereiro 28, 2014

festa

dedilhar páginas em branco carinho no ar desenhar com a ponta dos dedos milhões de rostos possíveis chove: galões de cores esbaldam sorrisos passantes borram: exageros, errantes escorregam nos desvios sinais do tempo línguas debatidas peixes mundanos perdidos à vista … Continuar lendo

Publicado em poesia | Deixe um comentário