Arquivo do mês: junho 2015

verdade

moeda que perdeu a efígie, disse o louco, na febre de mais um desvario polifonia de egos profanações mútuas a favor de um (não) eu sob o véu pornográfico das sociais convenções, há convescotes e sussurros – mundos reais chovem … Continuar lendo

Publicado em poesia | 2 Comentários