Arquivo do dia: agosto 19, 2015

vento

invisível contornos deletérios na amplidão do querer voz minha que se faz inaudível nos pântanos do teu esquecimento voa com o vento vestido lento bailar escapa-me diuturnamente em pleno e permanente calar

Publicado em poesia | 1 Comentário