Arquivo do dia: setembro 11, 2015

noite-dia-noite

juntos cometamos o crime lento e suculento perjúrio à luz do dia façamos noite deste todo ainda que, no alto, haja sol dualidade à Magritte passado-futuro em fusão do solo, a emergência milhões de peixes enovelados na teia indelével da … Continuar lendo

Publicado em misturas | Deixe um comentário