Arquivo do mês: março 2016

aromas atemporais

Eram sabores belgas que trafegavam língua abaixo revolvendo em maremotos de trigo e frutas – aparentemente na tentativa de mimetizar a tempestade áspera do lado de fora. Ler em silêncio: um bálsamo recantos nova-iorquinos como aquele. O idioma inaudível tornava-se … Continuar lendo

Publicado em misturas | Deixe um comentário

febre

doutores, pois bem: repete-se o estado. são murmúrios de pensamento logo convertidos em drásticos sintomas: a leitura turva profusão de versos palmas úmidas e um tanto destemidas boca absorta pelo idioma dos beijos de Cortázar gravíssimo. sentenças inconsequentes madrugadas de … Continuar lendo

Publicado em misturas | Deixe um comentário

corpos

é fatal toda euforia como um saber-se na borda final da história como se os tecidos amontoados pelos corredores despissem o tempo velozmente na direção de um suspiro de fim um acelerar de luzes periféricas em meio ao louco passo … Continuar lendo

Publicado em misturas | Deixe um comentário

paulista

segure o bolso, camarada guarde a chave da SUV, apronte-se: vista o manto da corrupta federação do brasil para a vênus platinada, arme o melhor sorriso arrebente o pedágio ao vir: não se esqueça sem olvidar as notas gélidas ao … Continuar lendo

Publicado em misturas | Deixe um comentário

café

Estive distante por algum tempo, mas não há sinal de reforma ou mudança que se faça notar. O ar soa pesado, como sinto em dias de inverno. Embora a calefação seja um luxo neste país, é inevitável relaxar na cadeira. … Continuar lendo

Publicado em misturas | Deixe um comentário

fade out

leve a luz do dia esmaece entre seus tons não há voz alguma neste espaço: um gole, um espasmo um traço trago a febre e o calor do mar em meu peito: arrebenta-se, certeiro, em espumas de som esta harmonia, … Continuar lendo

Publicado em misturas | Deixe um comentário

ela

percebeu o peso do mundo todo ao cerrar as persianas translúcidas e os olhos sentiu a mente pulsar à explosão e à exaustão ocupada por rolos inteiros de filmes entrecortados em um novelo complexo de arrepios vagou nas imagens possíveis … Continuar lendo

Publicado em misturas | Deixe um comentário